Duo Ethan Iverson e Mark Turner no Falando de Jazz de 04 de outubro

Postado por Mariana Manetta em 04/out/2018


O álbum apresenta seis versões originais de Iverson (como a melodia nostálgica de solo “Yesterday’s Bouquet”) e dois de Turner (incluindo “Myron’s World”, que adquiriu status quase clássico entre os jazzistas contemporâneos).

 

O programa Falando de Jazz dessa quinta, 04, traz o ábum – Temporary Kings, com o  Duo Ethan Iverson e Mark Turner.  A ligação musical inicial entre o saxofonista Mark Turner e o pianista Ethan Iverson foi feita nas jam sessions dos anos 90 em Nova York, com sucesso individual – Iverson no trio de sucesso The Bad Plus e Turner como líder solo e em grupos como o trio Fly (gravação em ambas as capacidades para ECM). Uma década depois de seu primeiro encontro, o saxofonista e o pianista iniciaram uma associação no Billy Hart Quartet, os dois integrantes participaram com simpatia de dois álbuns ECM amplamente elogiados por essa banda. Agora, com Temporary Kings – sua estréia em disco como um duo – Turner e Iverson exploram uma base estética comum que engloba as complexidades da escola de jazz Lennie Tristano / Warne Marsh, bem como a intimidade da música de câmara modernista. Unclaimed Freight ” e uma faixa de abertura quase melódica, quase rudiana, dedicada à cidade suíça onde o álbum foi gravado ” Lugano “, além de uma interpretação de” Dixie’s Dilemma “, de Marsh.

O pianista-compositor Ethan Iverson passou a ocupar posição relevante no planeta jazz como líder do trio The
Bad Plus, ao lado de David King (bateria) e Reid Anderson (baixo). O combo fundado em 2000, embora acústico,
atraiu a atenção até do pessoal mais plugado na batida do rock por conta do seu volume sônico e de uma pegada na base do backbeat.

O DUO

Mark Turner 

Nascido em 10 de novembro de 1965 é um saxofonista de jazz americano.

O som de Turner é remanescente do de Warne Marsh , mas ele também tem elementos de John Coltrane em seu jogo. Turner mencionou Marsh e Coltrane como influências e usou elementos dos estilos de ambos os músicos em sua música. O alcance de Turner se estende ao registro altissimo alto . Suas linhas improvisadas tendem a abranger várias oitavas e contêm grande complexidade harmônica e rítmica. Suas composições muitas vezes fazem uso de padrões repetidos, assinaturas de tempo medido impares e saltos intervalares.

Em setembro de 2014, Turner lançou seu primeiro álbum como líder desde 2001 na ECM Records, apresenta o trompetista Avishai Cohen , o baixista Joe Martin e o baterista Marcus Gilmore . Turner é um membro do trio Fly, que  inclui ele próprio, o baixista Larry Grenadier e o baterista Jeff Ballard . Ele também aparece no Quarteto do guitarrista Gilad Hekselman , e no Quarteto do baterista Billy Hart . Turner gravou extensivamente com o guitarrista Kurt Rosenwinkel , saxofonista David Binneye o pianista Aaron Goldberg , entre outros.

 

Ethan Iverson

Um pianista, compositor e crítico mais conhecido por seu trabalho no trio de vanguarda The Bad Plus com o baixista Reid Anderson e o baterista Dave King .

Atualmente estuda com John Bloomfield e atua no corpo docente do New England Conservatory.

Em 2017, o Bad Plus anunciou que Iverson estaria deixando o Bad Plus e que Orrin Evans o substituiria. 

 

Falando de Jazz

Apresentação – Lazaro Oliveira

Todas a quintas, às 20h.

Na sua rádio comunitária – Cidadã FM

Nossa Agenda