Festival do Rock, Slam das Minas, Samba e Choro; confira os shows da Agenda Pé na Rua

Postado por Mariana Manetta em 10/nov/2018


Casa de Cultura do Butantã recebe na tarde de domingo três bandas de rock da nova safra.

O rock não morreu! A prova é o festival Rock no Butantã que acontece esse domingo,  de novembro na Casa de Cultura do Butantã. Três bandas da nova geração e de lugares diferentes prometem uma tarde de muito rock and roll. Conheça o trio:

Toca Fita de Corcel

Toca-Fita de Corcel é uma banda de Indie Rock da cidade de Mossoró/RN.

Teve seu início no ano de 2013. No primeiro ano em atividade a TfC dedicou-se a apresentações em eventos de rock no cenário local, mesclando músicas autorais e versões de bandas como The Strokes, Los Hermanos, Vivendo do Ócio e Moptop. “O velho Cobertor” é o titulo da single lançada em 2014, e em seguida, em 2015, lançaram seu primeiro “EP” intitulado “Briga de bar”. Em 2016, participaram de uma série de apresentações em festivais (Suado, Dosol, Bocarrota, Coobaia e outros) e em casas de shows divulgando seu primeiro material. Neste ano, a TfC lançou recentemente seu primeiro clipe oficial da música “O Velho Cobertor”. Depois de algumas mudanças a formação atual conta com Advanir Reis no baixo, Leo Maia na guitarra, Sano Duarte na bateria e Diogo Cruz no vocal e guitarra (compositor das músicas).

Site – https://www.bahiarock.com.br/toca-fita-de-corcel/

Os Mandriões

Os Mandriões, banda de Punk/Rock N’ Roll autoral, formada no fim de 2014.

Eles já tem um o seu primeiro EP, “Mar Negro”. Letras em português que retratam momentos de insanidade e inconformismo com o cotidiano e a vida urbana. A banda que surgiu das cinzas de outras duas bandas da cena underground paulistana – Carbono 14 e Motor Queimado – vêm tocando por bares e casas de show de São Paulo e região promovendo as músicas que fazem parte do EP entre outras.

Sta Ignorância e as 3 Marias

Conhecidos por trilhar o circuito de Casas de Cultura e bares da cidade.

Formada em novembro de 2013, quando fez o primeiro show, mistura Rock Rap com letras bem humoradas sobre a vida. Tocando em toda a cena paulista, seja no interior, litoral ou capital, a banda vem ganhando seu espaço, e quem vai nos shows pode conferir a energia

11/11 – 15h – Rock no Butantã – Casa de Cultura do Butantã

Domingo, 11 de novembro de 2018 de 15:00 a 19:00

Toca-fita de Corcel (RN) – Os Mandriões – Santa Ignorância & As 3 Marias

Rock no Butantã – Casa de Cultura do Butantã

Av. Junta Mizumoto, 13 – Jd. Peri – Peri

 

 

10/11 – 20h – Um Maluco Sou Eu – Tributo a Raul Seixas – Centro Cultural da Juventude Ruth Cardoso (Zona Norte)

A Banda se apresenta hoje no CCJ traz no repertório música de Raul Seixas.

A edição de novembro do Sábado é Rock do CCJ traz a banda O Maluco Sou Eu, que trabalha com instrumentos musicais criados a partir de materiais recicláveis e ecológicos. O show é um tributo a Raul Seixas e foi idealizado por Ronaldo Passos, guitarrista da banda Inocentes. Sua intenção é a de recriar, de maneira diferente e personalizada, as canções míticas de Raul Seixas. No vocal, Johnny Monster, figura marcante no cenário rocker paulistano, além do músico Júlio Pelloso, do Trio Titanium, e de Marcelo Oliveira na percussão. Os ingressos serão distribuídos uma hora antes do horário marcado da apresentação. Apenas um ingresso por pessoa. Sujeito a lotação!

Maluco Sou Eu

Centro Cultural da Juventude Ruth Cardoso

Avenida Deputado Emílio Carlos, 3641, Vila Nova Cachoeirinha – a 20 minutos do Terminal Barra Funda e ao lado do Terminal Cachoeirinha.

 

11/11 – 17h Drik Barbosa e Slam das Minas no CCJ!

O evento apresentará batalha poética e trilha sonora só com cantoras.

Paulistana, Drik Barbosa tem 25 anos e compõe, rima e canta desde os 14. Já participou de músicas de artistas como Projota, Flow MC, Amiri, Marcello Gugu e DJ Caique. Em 2013 participou da música do rapper Emicida, “Aos Olhos de uma Criança”, que foi trilha do filme “O Menino e o Mundo”. O último álbum de estúdio lançado por Emicida, “Sobre Crianças, Quadris, Pesadelos e Lições de Casa”, também contou com Drik na música “Mandume”. O Slam das Minas – SP é uma batalha de poetas destinada ao gênero feminino. O coletivo é formado por Carolina Peixoto, Jade Quebra, Mel Duarte, Pam Araújo e Luz Ribeiro, que traz um setlist especial apenas com produção de mulheres. O evento inicia com momento microfone aberto, em seguida as poetas se enfrentam em três rodadas eliminatórias. Sobre as regras: somente textos autorais de até 3 minutos, sem objeto cênico, figurino e acompanhamento musical, com notas de 0 a 10 aplicadas por um júri convidado. As inscrições devem ser feitas no próprio evento. Para animar a atividade, a apresentação de uma DJ apresentando repertório dos mais variados ritmos, somente com artistas do gênero feminino.

Drik Barbosa e Slam das Minas no CCJ!

Centro Cultural da Juventude Ruth Cardoso

Avenida Deputado Emílio Carlos, 3641, Vila Nova Cachoeirinha – a 20 minutos do Terminal Barra Funda e ao lado do Terminal Cachoeirinha.

 

11/11 – 19h – Dedo de Moça Samba – Auditório Ibirapuera

O repertório traz obras de artistas de diferentes como Chiquinha Gonzaga, Jacob do Bandolim, Nelson Cavaquinho e Paulinho da Viola.

O grupo Dedo de Moça, que se dedica a apresentar releituras de clássicos do samba e do choro numa formação inusitada e camerística – composta de instrumentos da música popular e erudita, como cello e violino –, mostra as composições de seu primeiro disco, intitulado Atemporal. Entrada por ordem de chegada ao foyer do Auditório Ibirapuera.

Dedo de Moça Samba

Auditório Ibirapuera – Oscar Niemeyer (Sul)

Data: Dia 11 de Novembro (domingo). às 19hPreço: Grátis

 

10/11 – 20h – Ellen Oléria – Centro Cultural da Vila Formosa

A soprano Ellen Oléria se apresenta no sábado, 10 de novembro, às 20h, no Centro Cultural Vila Formosa.

Conhecida pelo público por seu timbre cintilante e repertório brasileiríssimo, a soprano dramática Ellen Oléria condensa em sua performance o que o povo brasileiro reconhece como seu: entusiasmo e um sorriso que nunca sai do rosto iluminando cada canção que canta. Em seu mais recente álbum, a artista combina diversos ritmos do Brasil como o samba, o forró e o afoxé com timbres e arranjos contemporâneos apontando para um discurso do protagonismo das comunidades negras do país em um encontro urbano de identidades. O repertório com canções próprias convida o público a revisitar lugares da memória e pertencimento de outros compositores da MPB.

Ellen Oléria

Centro Cultural da Vila Formosa (Leste)

Avenida Renata, 163. Data: Dia 10 de Novembro (sábado). Às 20h.Preço: Gr

 

10/11 – 21h – Sambas do Absurdo   – SESC Santana (Zona Norte)

Os sambas, parcerias de Rodrigo Campos e Nuno Ramos, são apresentados por três artistas, que assinam o álbum: Gui Amabis, Juçara Marçal e o próprio Rodrigo.

A proposta estética dos Sambas do Absurdo tem no cerne a quebra de alguns alicerces do samba enquanto gênero. Essa quebra oferece, consequentemente, um samba obscuro, dissolvido, vertiginoso – pisamos num terreno pantanoso, e talvez essa sensação se pareça mesmo com o absurdo. Classificação: Livre.

Sambas do Absurdo   

Local: SESC Santana

Avenida Luís Dumont Villares, 579 (Santana)

10 de Novembro (sábado). Às 21h (no deck de entrada).Preço: Grátis.

 

10/11 – 19h – A Magia Do Cinema Concertos – Sesc Osasco

Espetáculo audiovisual, voltado para todos os públicos, no qual a Banda Sinfônica do Conservatório Villa Lobos apresenta trilhas sonoras de filmes do universo geek e pop: músicas de Star Wars, Star Trek, Jurassic Park, Missão Impossível e Harry Potter, entre outros, integram o concerto, (60 minutos), Livre

A Magia Do Cinema Concertos

SESC Osasco (Grande SP)

Dia 10 de Novembro (sábado). Às 19h (na Tenda 1).

Grátis Sem retirada de ingressos.

 

11/11 – 18h30 – Banda Bomoko – Sesc Avenida Paulista

O grupo é formado por refugiados do Congo, Angola e Haiti e sediado na cidade do Rio de Janeiro.

O nome do conjunto, Bomoko, significa “união” em lingala, língua bantu falada no Congo. Vagas limitadas. Retirada de ingressos 1h antes, no térreo.

Banda BomoKo

Sesc Avenida Paulista (Paulista)

Estreia dia 10 de Novembro (sábado); até 11 de Novembro; Sábado, às 19h30, e Domingo, às 18h30 (na Praça – Térreo).Preço: Grátis

 

11/11 – 11h – Música no MCB – Dani Mattos & Toque De Bambas – Museu da Casa Brasileira

Dani Mattos e Toque de Bambas apresentam o espetáculo Cronistas da Cidade no Museu da Casa Brasileira.

Com a concepção artística e musical de Dani Mattos e Tito Longo, o projeto realiza um encontro da poesia de Vanzolini e as invenções musicais de Adoniran Barbosa. No repertório, clássicos de Adoniran Barbosa, Osvaldo Moles e Paulo Vanzolini: “Um samba no Bixiga”, “Conselho de Mulher”, “Saudosa Maloca”, “Vila Esperança”, “Juízo Final”, “Luz da Light/Acende o Candeeiro”, “Samba Italiano”, “Apaga o Fogo”, “Mané”, “O Casamento do Moacir”, “Praça Clóvis”, “Samba Erudito”, “Leilão”, “José”, “Triste Margarida”, “Patrão e Cachaça”; além de diálogos das radionovelas da Record. Com toques de humor, o show busca ilustrar as canções com breves informações e diálogos desses compositores que retrataram a vida na capital durante o século XX. “Aliamos ao repertório musical desses mestres do samba, a poesia de Vanzolini, e diálogos cômicos criados por Adoniran e Osvaldo Moles, para as típicas personagens das novelas de rádio”, explica a cantora e pesquisadora, Dani Mattos. Adoniran e Vanzolini capturaram em suas composições o jeito de ser peculiar do habitante da cidade de São Paulo, recém metrópole, repleta de viadutos e edifícios altos, mas também de arrabaldes, vilas e ruas de aspecto interiorano, onde a luz da Light sempre acabava dando lugar à vela e ao querosene. Com: Dani Mattos (voz, direção musical e artística), Tito Longo (vocal, cavaquinho, arranjos e direção musical), Marcelo Martins (7 cordas), Marcos Brito (baixo elétrico), Iuri Salvagnini (acordeon), Koka Pereira (percussão). Participação: Edu Batata (vocal e percussão).

Música no MCB – Dani Mattos & Toque De Bambas

Museu da Casa Brasileira (Paulista)

Data: Dia 11 de Novembro (domingo). Às 11h.Preço: Grátis

Avenida Brigadeiro Faria Lima, 2705 (Jardins)

 

 

Nossa Agenda